Páginas

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Pássaro poeta

                                      “Quem sou eu” não é bem a questão
                                      Somos definidos por “espécies”
                                      Mas, exercemos um fascínio nos vossos mitos:
                                      Basta lembrar, que vossos deuses
                                      são representados como figuras aladas.

                                      Ao contrário de vós, para nós a liberdade
                                      Não é devir irrealizável,
                                      e por isso mesmo utópica

                                      Nós a realizamos ao “voar”
                                      E por estarmos mais próximos de vossas
                                      divindades nos “céus”
                                      cantamos belas harmonias

                                      E vós
                                      Quem sois?